segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Seus, tão meus DESEJOS...

Em especial, à razão dos meus mais belos sorrisos.


Seus, tão meus DESEJOS

Quero de ti o que queres de mim:
amor, paixão, suor e desejo.
Te sentir abrange pele, gosto, cheiro
acnchego e sensação.

Sou mais feliz assim
a magia dos seus olhos me atrai
livre, leve, solta em mim
por ti meu desejo é tenaz.

Nas palavras balbuciadas
com gemidos inexprimíveis
seu corpo no meu faz morada
faz dos teus toques inesquecíveis.

Seu brilho é chama ardente
que meu corpo sente sem tocar
sua beleza descomunal é excelsa
nasceu para me acalentar.

Nas asas de um passarinho
a beleza da liberdade
em seus braços sinto carinho
amor louco em vivacidade.

Você me faz perder o foco,
a cabeça, a razão
com sensações indescritíveis
é mais seu meu coração.



Seus desejos penetram na carne e inquietam a alma, desvanecidos pelo tempo e pela ausência de resistência, assisto impávida a lucidez que abriga as portas da clarividência em ver seus, tão meus DESEJOS envoltos em uma utópica felicidade que construo acreditando sempre em merecê-la.

(Samyra Almeida)

Confira a postagem original no Arte & Cultura.

1 comentário:

  1. E como é bom ter esses desejos compartilhados a dois... os mesmos! Se tornam um só!

    ResponderEliminar