segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Do profano ao puritano...

"Depois que um corpo comporta outro corpo,

nenhum coração suporta pouco."

(Alice Ruiz)




O ar angelical derramado em belos e largos sorrisos confundem-se
com sua astúcia admirável que trás em terra o paraíso.

***

Em doces e ternos encantos desvencilham-se
todos os temores guardados
a pureza de gestos que acolhem com brandura o pranto
de toda eternidade em um ato.

 ***

Terna, singela e meiga magia. 
Intensa, magníloqua e picante sedução,
faz-me perder o juízo indubitavelmente conciso,
louco encanto entre profanas e puritanas vontades,
desejos em atitudes que no peito ardem.

***

Na delicada e pulsante missão de seduzir um anjo,
arraigados em valores pretensos o rubor 
do desfrute em abraçar curvas tão singularmente sinuosas acompanhando
o movimento de dois corpos envoltos em uma só pele, ou
simplesmente se fazendo envolvente em maestria pura e casta de
um sorriso comprometido com os próprios sonhos de fera, felina,
amável e admirável olhar de menina,
mulher vibrante que ardentemente irradia alegria.

***

És lobo (a) em pele de cordeiro (a).
Diabinho (a) em corpo de anjo.

***

Quisera da terra o céu alcançar
regendo estrelas em gozo
sob o canto celeste em vestes solferino do mais puro escarlate.
Minha cândida sedução lhe apraz,
em gemidos inexprimíveis meu coração teu santuário se faz.

***

Abraça-me com mãos de aconchego,
ao seu lado durmo o sono dos sensatos,
puros e irremissíveis em doce pecado,
nesse limbo construído em vida na mais perfeita harmonia
desse “espaço” que adoro transitar
entre o PROFANO e o PURITANO.


‘Seu corpo no meu um gemido. 

Minha pele suada aguça sentidos’.

(Samyra Almeida)

Beijos com carinho^^

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Deus do impossível...



(...) O Deus do impossível 
Não desistiu de mim 
Sua destra me sustenta 
E me faz prevalecer (...)

(Deus do impossível - Toque no Altar)

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Não me julgue...



Não me julgue

Não estou sempre errada, por vezes ouso acertar. Encontro milhares de dedos a apontar-me no erro, mas nenhum “muito bem” nos acertos...Mas de que vale isso mesmo? Não sou mais uma menina e não necessito de aprovação constante.
Não sou perfeita, mas parece que alguns ao meu redor cobram isso de mim. Eu também tenho medos, solidões, eu também me perco.
Não tenho pretensões em agradar a todos (me desculpe os que o fazem, mas minha auto-estima é essencial), no entanto aos que me interessam: é duro lidar com pessoas implacáveis. Eu sei por que já fui uma delas e feri muitos que me amavam.
Posso ter todos os defeitos possíveis, mas não ousaria dizer o que não sinto, fazer o que não quero.

Porque não aceitar-me assim?

Por que não amar-me como sou?

Quero brincar de ter vontades, quero ter vontade de brincar, e poder sem julgamento realizá-las.
Por vezes os gritos aqui dentro se calam, se intimidam diante de olhares fechados, punitivos, ameaçadores.
Quero a liberdade de sentimentos sejam eles bons ou ruins, façam-me bem ou mal quero vivê-los a meu jeito, da forma disforme ou conforme as necessidades do meu coração.
Não julgue o que não vês, conheces pouco de mim, se permita ver meus mais belos sorrisos, minhas lágrimas mais doídas, as palavras que inconfessavelmente tenho a lhe pronunciar.
Não cesse meu livre arbítrio, reconheça os encantos de um pássaro que mesmo tendo toda liberdade para voar prefere pousar do seu lado.
Deixa que eu enlouqueça, mas reconheça que minha imperfeição te satisfaz.
Como diz o trecho da música de Luciana Mello “Hoje eu só quero que o dia termine bem”... mas se não é para ser, tudo bem! Amanhã eu volto a tentar.

(Samyra Almeida)


“É com os pés seguros no chão
que você pode alçar os maiores vôos”
(Autor desconhecido)


Confira a postagem original no Arte & Cultura.

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Um brinde a vida...


Um brinde a vida!

Agradeço a Deus pela minha vida...
minha família,
meus amigos,
meus sonhos!
Agradeço pelo entusiasmo,
pela esperança,
pela saúde e pela fé...
A fé move o coração (acreditar no que não se pode ver, mas sentir).
Que eu busque sempre experiências com o CRIADOR da vida, afinal é para e por Ele que todas as coisas foram feitas. Em Deus meus vazios são verdadeiramente preenchidos e meus sentidos encontrados!


No centro da vontade de Deus...


quero sempre estar!


sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Por mais um dia...


Por mais um dia…

Um novo dia, manhã que se abre com os primeiros raios de sol, quase desconheço a luz matutina, mas, nossos poucos encontros foram regidos pelo brilho do frenesi de meus olhos ao sentir aflorar emoções cujo desejo maior é a plena realização de estar diante de mais uma batalha vencida.

Hoje queria a calmaria da brisa que cantarola nas folhas ao vento sem direção no entardecer de outono.

Queria andar a passos curtos, sem meta, sem pressa, apenas apreciar por um instante, breve momento o sabor de minha própria companhia sem pensar nas agonias.

Quisera não ter que ler entrelinhas, não chorar sozinha, não duvidar que seja capaz.

Respirar às vezes me dói, e suspirar dói mais ainda.

Sonhar é bom, mas hoje vivo a busca perpétua da realidade que completa meus passos.

Se sou cometa quero ser estrela, se sou estrela que meu brilho alcance vosso coração.

Que hoje o primeiro oi seja bom dia, quero reviver alegrias sem horizontes a sufocar.

Quero ser Samyra, mulher-menina, livre, leve, intensa, levada pela correnteza da vida como barco a vela, guiada pela maestria do autor da vida.

Só...
Por mais um dia!

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Ousarmos tentar...

Quisera pintar aquarela nos caminhos da vida por onde eu passar.
Quisera alcançar estrelas não para tê-las, mas contemplar.


Quisera reger o vento em brisas suaves a me lembrar,
que a vida não tem sentido se mesmo na dor não ousarmos tentar.

(Samyra Almeida)

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Seus, tão meus DESEJOS...

Em especial, à razão dos meus mais belos sorrisos.


Seus, tão meus DESEJOS

Quero de ti o que queres de mim:
amor, paixão, suor e desejo.
Te sentir abrange pele, gosto, cheiro
acnchego e sensação.

Sou mais feliz assim
a magia dos seus olhos me atrai
livre, leve, solta em mim
por ti meu desejo é tenaz.

Nas palavras balbuciadas
com gemidos inexprimíveis
seu corpo no meu faz morada
faz dos teus toques inesquecíveis.

Seu brilho é chama ardente
que meu corpo sente sem tocar
sua beleza descomunal é excelsa
nasceu para me acalentar.

Nas asas de um passarinho
a beleza da liberdade
em seus braços sinto carinho
amor louco em vivacidade.

Você me faz perder o foco,
a cabeça, a razão
com sensações indescritíveis
é mais seu meu coração.



Seus desejos penetram na carne e inquietam a alma, desvanecidos pelo tempo e pela ausência de resistência, assisto impávida a lucidez que abriga as portas da clarividência em ver seus, tão meus DESEJOS envoltos em uma utópica felicidade que construo acreditando sempre em merecê-la.

(Samyra Almeida)

Confira a postagem original no Arte & Cultura.

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Meninos X Homens...

''Meninos dão bombons.
Homens dão SEGURANÇA.

*** 

Meninos mandam mensagens.
Homens LIGAM.

*** 

Meninos encaram.
Homens OLHAM.

***

Meninos falam.
Homens CONVERSAM.

***

Meninos ignoram quando estão com os amigos.
Homens APRESENTAM.

*** 

Meninos brigam com caras que chegam em você.
Homens só TE ABRAÇAM mostrando com quem você está.

*** 

Meninos avisam da balada.
Homens BUSCAM para a festa.

***

Meninos não pedem desculpas.
HOMENS TE RECONQUISTAM A CADA DIA!''

(Priscilla Braga)


A verdade...

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Na indiferença...

Foi na indiferença onde aprendi que nosso valor 
para algumas pessoas tem prazo de validade.
Que não adianta argumentarmos,
certos "não" nunca serão vencidos por sentimentos.
Foi na indiferença onde senti essa dor tão lacerante, 
pois o que antes era tudo de repente passa a ser nada.

(Samyra Almeida)


Ser feliz...

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Mudar...

“Não há lugar para onde correr:
As mudanças, quando precisam acontecem, sabem como nos encontrar”

(Ana Jácomo)


Por muito tempo fui uma menina complicada, escondida atrás de uma casca grossa de timidez e medos, de tal forma que por vezes nem sei como minha vida mudou total e completamente. Até me questiono como sobrevivi à louca jornada da juventude. Eu tinha todas as dúvidas e incertezas que são próprias de quem não sabe o que quer da vida - mas pior – é que na cabeça eu já tinha todo meu caminho traçado e fui construindo em terreno arenoso o percurso que iria seguir, até que um dia puf! Veio tudo por água abaixo, meu mundo, meu castelo, meu sonho desabou. Todos os anseios tornaram-se frustrações? Quem me dera! Fiquei completamente vazia de mim, de vida, de sonhos. E, vendo minhas forças se esvaírem, Deus tomou posse e acampou seus anjos ao meu redor, sua graça então começou a agir em mim. O primeiro passo foi reconhecer que não sou autosuficiente e aprender a perdoar e confiar.
O segundo, porém não menos importante:


“MUDAR”

Um dia você acorda e vê que muitas coisas que achava normal, cotidiana, passam a ter outro sentido. A cabeça fica confusa escutando duas vozes ao mesmo tempo. E, vc percebe que precisa mudar. Toda importante mudança é precedida por uma crise.
Toda mudança é um desafio, envolve alguma dor, mas há um ponto em que não mudar dói ainda mais. Em algum momento você decide fazer o que deve ser feito e então, começa a sua jornada de herói da sua própria vida.
Todo o meu futuro estava desenhado, mas as surpresas são inevitáveis e sempre nos mostram novos caminhos a serem seguidos. É importante escutar a nós mesmos para saber se estamos realizando os desejos que nascem do nosso coração.
Eu precisava soltar as amarras, libertar-me das grades, me desfazer das âncoras e apegos.
Por vezes olho para trás e me dou conta que não há mais caminho de volta, sinto uma sensação de perda e logo lembro que tenho que seguir para crescer nas mudanças que quero fazer em mim.
Eu era a rainha das decisões impulsivas, agora evolui, sou só a princesa rsrs.
Ao olhar o que passou me impressiono com os erros que cometi, o que posso dizer em minha defesa? Procurei sempre fazer o que julgava bom para mim no momento e sei que ainda cometerei muitos outros.
Depois de muito tempo decidindo errado, prometi a mim mesma cuidar mais do meu coração. Hoje, olho minha vida e sei que ela não é conseqüência de cada decisão que tomei, cada decisão moldou a pessoa que sou hoje.
Coisas novas e importantes sempre dão um frio na barriga.
Se você tomou o trem errado, desça na próxima estação. A consciência de que todos os pilares da vida precisam ser arquitetados vai proporcionar uma vida mais coerente e feliz.
Ainda sou complicada, mas agora não sou mais uma menina, minha vida mudou porque EU DECIDI MUDAR. Aprendi a preencher os vazios e percebi que vivo em evolução emocional, as dores um dia passam e novas virão, e depois passam. Pros erros há sempre um recomeço novas chances nunca faltarão. E, ser a princesa da impulsividade afinal, não é tão mal quanto não acreditar que posso amanhã ser bem melhor que hoje. A casca da timidez? Ainda está aqui, mas não me serve mais como esconderijo.
Aprendi a mudar quando preciso, e percebi que não há problema em ser complicada rsrs, hoje meu status é de mulher modificada, que segue sempre em frente com os olhos na estrada.






Minha essência
é mudar.
Não me basta
ser rio
se posso
ser mar.

(Fábio Rocha)


Confira a postagem original Arte & Cultura.

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Por amor...

 E, para não castrar 


 a felicidade de alguém 


 você se afasta. 


 Porque por amor 


 a gente as vezes 


 sacrifica algumas coisas. 


(Samyra Almeida)

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

A vontade de Deus...


Eu creio na Tua vontade Senhor.
Sei que por mais que eu não perceba,
estás me carregando quando não sinto o chão aos meus pés.

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Há dores...


Há dores que nos surpeendem, achamos saber administrá-las, conseguir superá-las, mas elas vêm e nos provam o contrário. Dizem que é no momento da perda que você conhece o valor de algo para sim, acredito que não. O valor você sempre conheceu, e por mais que tenha tentado fazê-lo, em alguns momentos a segurança de “ter” não deixou-o expressar como gostaria. Há dores que nos sufocam, mas somos obrigados (e algumas vezes sozinhos) a suportá-las e em certos aspectos por imposição própria, porém necessária. Há dores que nos consomem, exaurem as forças, nos deixam em choque emocional. Se pudéssemos gritar ao mundo socorro, se cada lágrima advinda dessas dores se convertessem em flores, certamente teríamos um caminho mais fácil de suportar.
E existe “aquela” dor que além das palavras, silencia as ações, vai até a nossa alma. Não há lágrimas que amenizem, travesseiro que conforte,  a dor que nos faz perder-nos em devaneios na tentativa de camuflar a realidade. Há dores que de fato não são exageros, excedem as nossas forças...para essas...é reservado o tempo e a complacência de Deus, pois nem rios de lágrimas são capazes de arrancar impiedosa dor do nosso coração.

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Vá com Deus amiga...




"Cedo ou tarde a gente vai se encontrar, 
tenho certeza, numa bem melhor.
Sei que quando canto você pode me escutar."
(Cedo ou Tarde - Nx Zero)




O tempo e o cotidiano nos afastaram por algum tempo, e agora de forma indefinida, mas o amor e carinho sempre seguirão presentes. Sei que vc soube a extensão de sua importância para mim, e não só por lhe ter dito isso algumas vezes, mas principalmente porque vc foi canal direto da graça de Deus em minha vida.

Por suas mãos a segurar a minha 
eu conheci o valor e o dom de ser carisma Shalom.

Vá com DEUS minha amiga, se unir aos anjos em uma dança de louvor ao Pai como a bailarina graciosa e sorridente que sempre foste.


"Sou estrangeiro aqui o céu é o meu lugar.
É de onde vim, é pra onde vou é lá onde eu vou morar"
(Estrangeiro Aqui - Missionário Shalom)