sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Por mais um dia...


Por mais um dia…

Um novo dia, manhã que se abre com os primeiros raios de sol, quase desconheço a luz matutina, mas, nossos poucos encontros foram regidos pelo brilho do frenesi de meus olhos ao sentir aflorar emoções cujo desejo maior é a plena realização de estar diante de mais uma batalha vencida.

Hoje queria a calmaria da brisa que cantarola nas folhas ao vento sem direção no entardecer de outono.

Queria andar a passos curtos, sem meta, sem pressa, apenas apreciar por um instante, breve momento o sabor de minha própria companhia sem pensar nas agonias.

Quisera não ter que ler entrelinhas, não chorar sozinha, não duvidar que seja capaz.

Respirar às vezes me dói, e suspirar dói mais ainda.

Sonhar é bom, mas hoje vivo a busca perpétua da realidade que completa meus passos.

Se sou cometa quero ser estrela, se sou estrela que meu brilho alcance vosso coração.

Que hoje o primeiro oi seja bom dia, quero reviver alegrias sem horizontes a sufocar.

Quero ser Samyra, mulher-menina, livre, leve, intensa, levada pela correnteza da vida como barco a vela, guiada pela maestria do autor da vida.

Só...
Por mais um dia!

2 comentários:

  1. que não seja
    só, mais vários dia
    assim
    linda semana
    bjs

    ResponderEliminar
  2. Menina que texto lindo é esse? Me explique! hehe
    Não tem nem o que dizer perfeito... "Quisera não ter que ler entrelinhas, não chorar sozinha, não duvidar que seja capaz." AMEI esse trecho.

    E quantas vezes vivemos apenas querendo que a realidade mude? Queremos que a chuva seja sol, ou que o sol seja chuva? Os dias são assim monótonos iguais e tão imprevisíveis..

    Estou te seguindo, faz o mesmo?

    ResponderEliminar